Começou na última quarta-feira, 10, a Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe provocada pelo vírus Influenza. A expectativa do governo é de que cerca de 60 milhões de pessoas sejam vacinadas até o dia 31 de maio.

A gripe é uma das infecções virais mais comuns do mundo e pode acometer pessoas de todas as idades. Um dos maiores problemas de combater a doença passa diretamente pelo perfil do vírus, uma vez que este sofre diversas mutações periodicamente. Como agravante, a contaminação se dá de maneira muito simples e rápida, infectando um grande número de pessoas.

Por conta disso, a Campanha Nacional de Vacinação tem como principal objetivo proteger o máximo possível de pessoas que estão no grupo de risco. Continue a leitura e tire todas as suas dúvidas em nosso artigo.

Quem tem direito à vacina?

Segundo orientações do Ministério da Saúde, o programa de vacinação tem o objetivo de beneficiar alguns grupos de pessoas que estão em risco eminente de contrair a doença e sofrer consequências mais severas em decorrência disso. Portanto, a prioridade é atender crianças com idade entre 1 e 6 anos (incompletos) e mulheres grávidas com o período gestacional de 0 semanas — até 45 dias após o nascimento do bebê.

Na segunda fase da Campanha Nacional de Vacinação, que ocorrerá a partir do dia 21 de abril, terão acesso todas as pessoas que forem:

  • idosas;
  • indígenas,
  • professores de escolas públicas e privadas;
  • trabalhadores da rede pública de saúde;
  • portadores de doenças crônicas (ou com imunidade baixa)
  • jovens que cumprem penas socioeducativas;
  • funcionários do sistema prisional;
  • detentos que cumprem pena em prisões brasileiras.

Por que eu devo me vacinar?

Embora a gripe seja uma doença aparentemente simples, alguns pacientes podem desenvolver complicações e adquirir formas mais severas do vírus que, em casos extremos, pode levar o paciente acometido a óbito. Ainda, vale lembrar que a disseminação do vírus se dá de maneira rápida, podendo se espalhar facilmente através da fala, tosse ou espirro de pessoas contaminadas.

Diante disso, a Campanha Nacional de Vacinação têm o objetivo de proteger contra as formas mais graves da infecção, dirimindo as chances de uma epidemia. Ademais, com a chegada do inverno, o vírus influenza pode circular mais livremente, especialmente por conta da maior concentração de pessoas em locais fechados.

Outro detalhe importante é que ao se proteger dos vírus mais comuns — sem ser infectado — o paciente pode adquirir a gripe e não sofrer com os sintomas, pois seu organismo estará mais resistente. Portanto, são grandes as chances daqueles que se protegeram por meio da vacina contra a influenza de não desenvolverem gripes mesmo que tenham contato com o vírus.

Quais são as contraindicações?

É muito comum surgirem diversas dúvidas em relação aos efeitos e indicações da vacina nessa época do ano. Contudo, é fundamental salientar que os mitos acerca deste assunto comprometem severamente a eficiência da campanha. No geral, não existem contraindicações. Porém, recomenda-se que seja aplicada em pessoas com idade superior a 6 meses de vida e sem processo febril.

Uma das principais preocupações está relacionada à gripe após a vacinação por conta da utilização de fragmentos do vírus para produção do soro. Contudo, não é verdade que a vacina provoque gripe. É mais provável que o paciente tenha adquirido a doença, visto sua grande circulação nessa época e levando em consideração que o efeito da vacina pode levar cerca de 2 semanas.

Portanto, a Campanha Nacional de Vacinação é uma ação muito importante para a saúde pública. Entretanto, caso perceba os sinais da gripe, é fundamental adotar medidas de proteção, como lavar as mãos de maneira frequente, higienizar bem os alimentos antes de consumi-los e, principalmente, cobrir a boca ao tossir ou espirrar.

Ficou com alguma dúvida em relação a este conteúdo? Então deixe um comentário logo abaixo. Ainda, caso não faça parte do grupo de pessoas para as quais a campanha oferece gratuitamente a vacina, entre em contato conosco e agende uma avaliação para proteção do vírus influenza.

Olá! Tudo bem? 👋
1
Olá! Tudo bem? 👋

Caso tenha alguma dúvida, deseje agendar uma consulta ou queira falar com nossa equipe, estamos à disposição. 😄

Abraço!