Muitas pessoas acreditam que a urologia é uma especialidade exclusiva do homem. No entanto, é fundamental que todos compreendam que, além de tratar todo o sistema reprodutor masculino, ela também é responsável pelo trato urinário de homens e mulheres de todas as idades. Para esclarecer essa questão, no artigo de hoje vamos falar sobre a urologia feminina, porque é importante que as mulheres também se consultem com esse especialista e quais as principais condições que ele trata.

Urologia feminina: entendendo o que é

O urologista é o médico especializado em doenças do aparelho urinário (rins e bexiga) de mulheres e homens, adultos, idosos e crianças, além do aparelho reprodutor masculino. No entanto, grande parte da população, principalmente feminina, ainda não conhece a importância de se consultar regularmente com o urologista, o que pode resultar em diagnósticos tardios e dificuldade no tratamento de patologias.

Segundo a Sociedade Brasileira de Urologia, as mulheres não são menos vulneráveis a problemas urinários do que os homens. Na verdade, mulheres são mais atingidas por infecções urinárias devido à formação do seu órgão genital e urinário. Dessa forma, a consulta feminina ao urologista deve ser periódica a fim de identificar problemas nos rins, bexiga e uretra ainda na fase inicial.

Principais problemas tratados pela urologia feminina

1. Infecção urinária

Presença de micro-organismos, como bactérias, vírus e fungos, no sistema urinário feminino, especialmente na uretra, podendo se proliferar em outros órgãos.

O tratamento é feito com antibióticos, que devem ser seguidos rigorosamente, conforme orientação médica.

2. Incontinência urinária

Perda de urina sem controle, comum, principalmente, em mulheres a partir dos 50 anos. As principais causas dessa doença são o enfraquecimento natural da musculatura pélvica e o mau funcionamento da bexiga.

3. Cistite Intersticial

Inflamação na bexiga que pode ser resultado de uma infecção urinária. Os sintomas são dor na região e dificuldade de urinar e o tratamento depende da gravidade do caso, podendo ser necessário realizar uma cirurgia.

4. Bexiga hiperativa

Vontade incontrolável de urinar, obrigando a paciente a ir no banheiro a todo momento. Essa condição pode resultar também em incontinência urinária ou alguma infecção.

5. Pedra nos rins

São cálculos que se formam involuntariamente, impedindo a passagem da urina pelos dutos e provocando muita dor. Mais comum em adultos, pode ser necessário tratamento cirúrgico.

Quando a mulher deve procurar um urologista

Muitas doenças do trato urinário podem demorar a serem diagnosticadas ou submetidas a um tratamento paliativo, se não houver a interferência do urologista. Por isso, é fundamental conscientizar sobre a importância da urologia feminina e incentivar a procura por esse atendimento médico quando a mulher ainda está na puberdade.

Ficou interessada neste assunto? Fique a vontade para deixar o seu comentário abaixo. Agende também a consulta com seu médico de confiança e cuide bem da sua saúde! 

Olá! Tudo bem? 👋
1
Olá! Tudo bem? 👋

Caso tenha alguma dúvida, deseje agendar uma consulta ou queira falar com nossa equipe, estamos à disposição. 😄

Abraço!